X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Superarticulado elétrico

Por Antonio Ferro dia em Notícias

Superarticulado elétrico
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O sistema de transporte coletivo de São José dos Campos, composto por um corredor exclusivo com 14,5 quilômetros de extensão, será o primeiro do Brasil a ter ônibus articulados tracionados por eletricidade e baterias

A fábrica brasileira da marca chinesa de ônibus elétricos BYD anunciou a produção de seu primeiro chassi articulado 100% a baterias visando o contrato com a cidade paulista de São José dos Campos. O modelo de chassis D11B, com 22 metros de comprimento, um superarticulado, terá baterias de fosfato ferro lítio (LifePO4), com autonomia de até 250 quilômetros (com uma carga completa). Depois de encarroçado, o veículo passará pelo processo de homologação.

O sistema de transporte coletivo de São José dos Campos, composto por um corredor exclusivo com 14,5 quilômetros de extensão, será o primeiro do Brasil a ter ônibus articulados tracionados por eletricidade e baterias. Ao todo 12 ônibus da marca chinesa foram encomendados. "As cidades estão percebendo a importância de adotar os ônibus elétricos como um aliado no combate às emissões de gases poluentes em larga escala. Além disso, quando a cidade implementa um corredor expresso, ela reorganiza o tráfego e tira mais ônibus a diesel de circulação, impactando ainda mais positivamente na saúde da população", disse o diretor da Divisão de Ônibus da BYD Brasil, Marcello Von Schneider.

Tecnicamente, o chassi articulado terá quatro motores ligados aos eixos, com potência máxima de 201 cv cada e potência nominal de 148 cv cada unidade. A diferença entre nominal e máxima (pico) está no conceito dos motores elétricos em que podem fornecer uma potência de forma constante (nominal) e uma potência por um certo período (máxima ou de pico). O mesmo conceito se aplica para o torque no motor, onde são quatro, de 550 Nm, totalizando 2.200 Nm no momento pico ou máximo da operação, e quatro de 400 Nm, totalizando 1.600 Nm de torque nominal.

O tempo da recarga elétrica é de até três horas (média). Outros detalhes completam a sua configuração, como a coluna de direção regulável, piso baixo, regulagem de altura do chassi, ajoelhamento bilateral, sistema antichamas, tacógrafo digital, rodas de alumínio e suspensão pneumática integral.

Imagem - Divulgação

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Superarticulado elétrico

Enviando Comentário Fechar :/