X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Rodoviário movido por células a combustível

Por Antonio Ferro dia em Notícias

Rodoviário movido por células a combustível
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O veículo terá a tecnologia das células a combustível, considerada a tendência da mobilidade limpa para o futuro dos transportes

Uma das mais tradicionais operadoras de ônibus rodoviário da Europa, a FlixBus, firmou parceria com a empresa de tecnologia Freudenberg Sealing Technologies para colocar em operação um modelo rodoviário propulsionado pelo hidrogênio. O veículo terá a tecnologia das células a combustível, considerada a tendência da mobilidade limpa para o futuro. O Grupo Freudenberg começou a pesquisar conceitos alternativos de tração em meados dos anos de 1990, desenvolvendo componentes sofisticados para células a combustível e baterias.

"Queremos ajudar a moldar o futuro da mobilidade. A moderna frota da FlixBus já é extremamente ecológica. No entanto, estamos constantemente nos perguntando como podemos tornar as viagens ainda mais sustentáveis e reduzir ainda mais as emissões de CO2. Após o lançamento bem-sucedido de três ônibus elétricos de longa distância, queremos agora desenvolver o primeiro ônibus de longa distância com acionamento por célula a combustível junto com Freudenberg e estabelecer outro marco na história da mobilidade", disse Fabian Stenger, diretor administrativo da FlixBus.

Rodoviário movido por células a combustível

Já Claus Möhlenkamp, CEO da Freudenberg Sealing Technologies, ressaltou que os requisitos técnicos para o desempenho e confiabilidade a longo prazo são particularmente altos em grandes empresas e isso está alinhado com a experiência tecnológica e em inovação da fabricante. "Vemos a célula a combustível em combinação com as baterias como parte integrante da mobilidade do futuro. Com a FlixBus, encontramos um parceiro para esta aplicação. Estamos ansiosos para trabalhar juntos neste projeto inovador".

A FlixBus definiu o perfil tecnológico e de autonomia para seus veículos. As características de desempenho, como a aceleração, devem corresponder à geração atual de ônibus de longa distância movidos a diesel. Eles devem cobrir pelo menos 500 quilômetros de uso contínuo sem reabastecimento e o processo de reabastecimento de hidrogênio deve ter um tempo de 20 minutos ou menos, aspecto semelhante ao necessário para reabastecer de diesel um tanque de combustível.

De acordo com a, o sistema híbrido a ser utilizado combina inteligentemente baterias e células a combustível, podendo ser adotado em ônibus para operação de longas distâncias e em aplicações de veículos comerciais pesados. Ainda, segundo informa, inicialmente, uma frota com 30 ônibus será equipada com o powertrain híbrido para validar o desempenho do sistema. As duas empresas também estão buscando financiamento público no âmbito do "Programa Nacional de Inovação da Alemanha, Hidrogênio e Tecnologia de Células de Combustível" (NIP). O objetivo é garantir que essa tecnologia alcance rapidamente sua maturidade no mercado e, assim, contribuir significativamente para reduzir as emissões de CO2 na atmosfera. "A eletrificação da mobilidade está fazendo grandes progressos. Portanto, estamos satisfeitos por ter com a operadora FlixBus uma aliada e que confia em nossa força e qualidade inovadoras", concluiu Möhlenkamp.

Imagens - Freudenberg Sealing Technologies

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Rodoviário movido por células a combustível

Enviando Comentário Fechar :/