X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Reduzindo o custo operacional

Por Antonio Ferro dia em Notícias

Reduzindo o custo operacional
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O Grupo VIP conta com uma frota composta por 1.800 veículos, praticamente 100% da marca Mercedes-Benz, entre os chassis O 500 Padron, articulado e superarticulado, modelos OF e vans

Um grande desafio para o operador de ônibus é alcançar metas que objetivam a redução de seus custos. É visível a preocupação do transportador em oferecer um melhor serviço aliado à gestão que não comprometa negativamente o seu negócio. O Grupo VIP, que opera cerca de 200 linhas na capital paulista, transportando diariamente, em média, 1,2 milhão de passageiros, sabe muito bem disso e procura investir em tecnologia que lhe traga desempenho e rendimento. Tradicional cliente da Mercedes-Benz, o grupo investiu, recentemente, na modernização de sua frota, com a aquisição de 150 chassis urbanos da linha O 500, sendo 50 unidades com sistema de recuperação de energia elétrica (RKM), sistema de gerenciamento inteligente que aproveita a reserva de capacidade de energia elétrica produzida pelos alternadores do veículo, principalmente nos momentos de desaceleração, e a armazena em supercapacitores, que atuam de modo autônomo. Essa energia elétrica armazenada é utilizada como fonte adicional durante os momentos de aceleração do ônibus.

Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, ressaltou que em 2018 o Grupo VIP já havia adquirido outros 150 ônibus da marca, todos equipados com sistema de desligamento automático do motor (EIS), Engine Idle Shutdown, um inovador sistema que não permite que o veículo fique com o motor ligado (com câmbio no ponto morto e freio de mão acionado) numa situação que perdure por um longo período – por exemplo, 4 minutos. Se não há aceleração e o ônibus estiver com o freio de serviço acionado, o sistema entra em ação e automaticamente desliga o motor. “Um pouco mais de um ano após a chegada dessas tecnologias ao mercado, as operadoras já atestam e confiam nos ganhos econômicos proporcionados pelo RKM e o EIS, o que contribui para a rentabilidade operacional. Além disso, o menor consumo leva à redução de emissões, melhorando a qualidade do ar”, observou Walter.

Para o operador, a eficiência tecnológica presente nos chassis traz benefícios que otimizam os serviços. Roberto Abreu, sócio proprietário do Grupo VIP, comentou que a expectativa é que o RKM também nos traga ganhos econômicos e ambientais. “Com o desligamento automático do motor, o EIS vem demonstrando que efetivamente reduz o consumo de combustível e também o nível de ruído, além de contribuir com a maior conscientização do motorista para que ele desligue o ônibus se o veículo ficar parado muito tempo”, destacou.

O Grupo VIP conta com uma frota composta por 1.800 veículos, praticamente 100% da marca Mercedes-Benz, entre os chassis O 500 Padron, articulado e superarticulado, modelos OF e cerca de 40 vans Sprinter. “O chassi O 500 superarticulado foi desenvolvido pela Mercedes-Benz a nosso pedido. Temos uma história de mais de 40 anos de relacionamento com a montadora. Trata-se de uma solução que aumentou a capacidade de transporte de passageiros mantendo apenas uma articulação do veículo”, destacou Abreu.

Imagem - Mercedes-Benz

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Reduzindo o custo operacional

Enviando Comentário Fechar :/