X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!


Volvo - Líder Mundial em Segurança

Otimismo com 2021

Por Antonio Ferro dia em Notícias

Otimismo com 2021
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A montadora Scania apresentou seu desempenho comercial em 2020, enfrentando grandes desafios em meio à um momento complicado causado pela pandemia

Manter a confiança para um desempenho melhor em 2021. Essa é a estratégia da Scania quanto aos seus negócios neste ano, visando a recuperação em relação a 2020, que foi um dos anos mais duros para o mercado de ônibus, tanto em vendas quanto para as empresas e clientes. O otimismo não chega ser expressivo, em função de uma visão ainda prejudicada pela falta de clareza do plano nacional de vacinação do Covid-19. Porém, a esperança se mantém de pé.

Para Fábio D´Angelo, gerente de Vendas de Soluções para Mobilidade da Scania no Brasil, 2020 não será esquecido, infelizmente, pelo forte impacto negativo que a pandemia do Covid-19 causou no mercado de ônibus. “As restrições de circulação e viagens, a própria crise econômica trazida e a diminuição dos passageiros, principalmente, nas linhas rodoviárias levaram a um cenário de demissões e fechamento de empresas. Mas, em nenhum momento deixamos de estar ao lado dos clientes com nossa rede e apoio das Soluções Financeiras Scania, do Banco e do Consórcio”, disse. A montadora ressaltou que reviu muitos contratos de financiamentos com os seus clientes afim de proporcionar fôlego ao caixa dos mesmos, extendendo os pagamentos.

De um total geral de 11.173 unidades de novos ônibus emplacados no ano passado, contra as 17.517 de 2019, a marca Scania participou com 394 chassis (foram 901 no ano anterior). “Além do grande impacto negativo da pandemia, houve um movimento de compras nos rodoviários de motor dianteiro, categoria que não temos produtos. O que é um sinal de busca por alternativas menos atrativas e de menor custo de aquisição”, explicou o gerente. A participação de mercado foi de 3,5%.

D´Angelo ressaltou que há um potencial maior de retomada do mercado, entretanto, muitos segmentos só irão andar depois da imunização mais ampla, como por exemplo, o setor de turismo. “A população vai esperar mais para viajar sem preocupação. As empresas estão investindo em medidas seguras de higienização e distanciamento de poltronas, estão fazendo sua parte. Por outro lado, o fretamento já voltou a demandar. Nos urbanos, a expectativa é de alta de vendas e maior busca pelas opções sustentáveis. Vamos continuar ao lado do cliente com o suporte do Banco e Consório Scania.” 

Otimismo com 2021

Ônibus a gás para o segmento rodoviário. A nova aposta da Scania para alcançar a sustentabilidade ambiental

A fabricante possui um portfólio de chassis pesados, incorporados de muita tecnologia embarcada, que disponibiliza para aqueles operadores que observam a maior eficiênca e a melhor rentabilidade. Dos 394 chassis emplacados em 2020, 383 foram de modelos rodoviários, grande destaque em sua atuação no mercado. A participação foi de 12,1%. No geral, foram 3.162 unidades licenciadas. O chassi K 400 6x2 foi o campeão de vendas, com 30% do volume. Um dos clientes que mais adquiriram produtos foi a Real Maia, 19 unidades dessa versão de chassi, além de outras 12 do K 360 6x2.

Já o chassi K 440 8x2, teve 25% de participação e continua em evidência na categoria de veículos com 15 metros e dois pisos (Double Decker) e suas versões especiais para operações em longas distâncias e também em serviços turísticos. Aliás, a transportadora mineira Gontijo, um dos mais importantes clientes da marca, adquiriu cinco unidades desse chassi (quatro para seu uso e uma para a Viação São Cristovão, pertencente ao grupo). No total, a operadora comprou 22 chassis no ano passado (outros 17 K 400 6x2). “Vejo a Gontijo se posicionando de igual para igual com relação aos tradicionais concorrentes porque grandes empresas de longa distância já operam com veículos desse porte. É um passo muito importante que a empresa está dando. Para a Scania, essa conquista só consolida o que temos feito nos últimos anos para assumirmos nossa posição de liderança na comercialização de veículos 8x2. A entrega desses ônibus é mais um feito para a marca e o reconhecimento de todos os valores que o produto agrega para a Gontijo e seus clientes, como inovação, conforto e segurança”, afirmou D´Angelo.

Além do chassi Scania, os novos ônibus da Gontijo contam com carroçaria Invictus DD, da encarroçadora gaúcha Comil; conforto na linha de poltronas (Leito Premium no piso inferior e Executiva no piso superior), sendo que os dois modelos de poltronas possuem apoio de cabeça em travesseiro visco-elástico revestido de neoprene, descansa pernas e pés, além de um amplo espaço a cada fileira, conector USB e porta copo integrados; e design alinhado à segurança, conforto e praticidade, ao passageiro e também ao motorista. (fonte Scania)

Novidade. Tendo uma posição ímpar na transição energética, visando a defesa e a iniciativa para um setor de transporte mais sustentável, a montadora apresentou seu primeiro ônibus rodoviário equipado com motorização a gás natural veicular (GNV) e/ou biometano da história do Brasil. O modelo K 320 4x2 foi adquirido pela operadora gaúcha Turis Silva para ser utilizado em serviços de fretamento contínuo. Todos os detalhes desse novo veículo poderão ser conferidos na próxima edição da revista AutoBus, online em março.

Imagens - Divulgação

 

 

 

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Otimismo com 2021

Enviando Comentário Fechar :/