X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

O desafio ambiental dos transportes

Por Antonio Ferro dia em Notícias

O desafio ambiental dos transportes
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A cidade de Frankfurt, por meio da operadora local de transporte In-der-City-Bus GmbH (ICB), irá receber nove ônibus elétricos da versão articulada da marca espanhola Irizar

Os países do primeiro mundo vivem a onda elétrica em seus sistemas de transporte coletivo. Importantes cidades compromissadas em reduzir os impactos negativos causados pelos serviços de ônibus investem cada vez mais em planos e metas ambientais que utilizem novas formas de tração veicular, com o predomínio da tecnologia elétrica. Os ônibus urbanos movidos a baterias vieram para ficar. São vários os exemplos de negócios e comercialização, que surgem a cada mês nas regiões europeias e também em países como os Estados Unidos.

A capital da Alemanha, Berlim, anunciou recentemente sua intenção de adotar novamente os trólebus em seu sistema de transporte público, incorporando a novidade da tração híbrida (rede aérea e baterias). A ideia é utilizar veículos de maior capacidade operando sob a rede aérea em até 65% das rotas e o restante com a autonomia vinda das baterias. Como ainda se trata de um conceito em planejamento, a proposta para o início da operação é 2025. A cidade alemã já tem em sua frota alguns ônibus elétricos e pretende adquirir mais ainda neste ano.

Também na Alemanha, a cidade de Frankfurt, por meio da operadora local de transporte In-der-City-Bus GmbH (ICB), irá receber nove ônibus elétricos da versão articulada da marca espanhola Irizar. Os veículos, modelo ie bus com 18 metros de comprimento, possuem energia embarcada (baterias) de 560 kWh, o que permite uma autonomia entre 200 e 250 quilômetros. A recarga das baterias se dará a noite, na garagem da empresa. A ICB possui uma frota com 162 ônibus, todos com tecnologia de baixas emissões poluentes, transportando mais de 31 milhões de passageiros por ano.

O desafio ambiental dos transportes

Nos Estados Unidos, a Autoridade Metropolitana de Transportes (MTA) do estado de Nova Iorque, encomendou à fabricante canadense Nova Bus, subsidiária da Volvo, 165 novos ônibus, todos com tração híbrida (diesel/eletricidade) desenvolvida pela BAE Systems. "Com esse pedido e as opções possíveis, continuamos a destacar o nosso relacionamento de longa data com Nova York. Estamos imensamente orgulhosos de ser um parceiro confiável no desenvolvimento do transporte público na América do Norte. Nesta jornada, continuamos nosso forte foco em fornecer excelência em tempo de atividade, confiabilidade e serviço ", disse Håkan Agnevall, presidente da Volvo Buses. Os ônibus começarão a ser entregues em maio deste ano.

Se lá fora o mercado anda bem movimentado quanto a promoção da eletromobilidade no transporte massivo, por aqui, no Brasil, continuamos como meros vendedores de ônibus e do modelo mais simples (é compreensível, pois o mercado é quem compra), empobrecidos pela falta de políticas públicas e programas de incentivos e investimentos quanto a substituição da frota urbana por veículos com tecnologia limpa. Não vemos qualquer mobilização governamental no sentido de melhorar a imagem negativa que vem acompanhando o modal. Por meio de projetos que priorizem a sua operação e a adoção de tecnologias limpas de tração, poderemos ter no ônibus um grande aliado neste momento de preocupação com o meio ambiente. Trata-se de um desafio bem significativo em tempos de mudanças climáticas, requerendo maior atenção por parte dos poderes públicos quanto modificar esse cenário.

Imagens - Irizar e NovaBus

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para O desafio ambiental dos transportes

Enviando Comentário Fechar :/