X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Foco no melhor ambiente interno

Por Antonio Ferro dia em Notícias

Foco no melhor ambiente interno
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Com a otimização no processo de descarga, apenas 400 ml de água são utilizados por acionamento, contra até 850 ml da vazão do sanitário tradicional

Pensando em promover viagens mais agradáveis em seus modelos de ônibus rodoviários, a encarroçadora gaúcha Marcopolo inovou ao desenvolver um novo modelo de sanitário. Denominado Eco Flush, ele traz conceitos que garantem padrões mais elevados de vedação, com a eliminação de odores (um grande problema muito comum nas viagens em longas distâncias), eficiência e maior economia de água.

De acordo com a fabricante, para eliminar os indesejados odores internos foi instalada uma válvula de traqueia que realiza a vedação do sistema para gerar o vácuo para a descarga. Com isso, o reservatório gerador de vácuo funciona como barreira para os gases não retornarem para o interior do sanitário e a válvula de guilhotina – acionada automaticamente após três descargas – destina os resíduos para o tanque de detritos com maior frequência, garantindo o confinamento dos gases e dos resíduos sólidos e líquidos.

Hoje, com o sistema tradicional, o tanque de detritos não retém totalmente os gases, que retornam para o interior do sanitário. "O novo sistema consumiu cinco anos de estudos e desenvolvimento e segue o conceito do sanitário do segmento aeronáutico. Foram mais de 1,75 milhão de ciclos de testes para chegarmos ao produto final", disse Jean Carlo Giacomel Casado, coordenador de Engenharia do Produto da Marcopolo.

A encarroçadora ainda ressalta que, além da eliminação dos odores, o novo sistema proporciona economia de água. Segundo informou, há uma redução de 53% em comparação com o sistema convencional. Com a otimização no processo de descarga, apenas 400 ml de água são utilizados por acionamento, contra até 850 ml da vazão do sanitário tradicional. Isso resulta em um consumo mensal de pouco mais de 300 litros, contra 660 litros do atual sistema, garantindo para o operador maior autonomia no abastecimento de água em seus veículos, menos paradas para limpeza e descarte de detritos, gerando economia de combustível e ganhos em tempo de viagem.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Foco no melhor ambiente interno

Enviando Comentário Fechar :/