X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Eletricidade no rol da mobilidade urbana

Por Antonio Ferro dia em Notícias

Eletricidade no rol da mobilidade urbana
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Para aplicação a rodoviária ou em ambientes urbanos, o conceito tem ganho força nos últimos anos, seja pela tração tradicional (baterias e motor elétrico) ou pela inovação, com o uso das células a combustível como forma de geração da referida eletricidade

Pelo mundo, mais alguns exemplos de utilização da tecnologia dos propulsores elétricos estão sendo apresentados, confirmando que a eletricidade tende a ser o principal combustível do transporte coletivo em um futuro não muito distante. Para aplicação a rodoviária ou em ambientes urbanos, o conceito tem ganho força nos últimos anos, seja pela tração tradicional (baterias e motor elétrico) ou pela inovação, com o uso das células a combustível como forma de geração da referida eletricidade.

No Canadá, a iniciativa da operadora Coach Atlantic Maritime Bus visa trazer sustentabilidade ambiental para as viagens rodoviárias de longas distâncias ao anunciar testes com um modelo rodoviário MCI (Motor Coach Industries) D45 CRTe LE CHARGE 100% elétrico (baterias). O veículo, que ainda pode atender aos segmentos de turismo ou fretado, tem a autonomia de 370 quilômetros. A operadora canadense, por meio de sua estratégia verde, prevê a introdução dessa tecnologia em 2022 nas suas rotas estradeiras.

Já na Alemanha, duas cidades terão em suas frotas de ônibus os veículos movidos com células a combustível. Em Wuppertal, a operadora WSW Mobil GmbH e a RVK Köln, de Colônia, encomendaram à fabricante polonesa Solaris Bus & Coach 25 unidades do modelo Urbino. Eles serão equipados com o conjunto de células tendo uma potência de 70 kW, capaz de promover autonomia de 350 quilômetros. Em linhas gerais, a célula a combustível de hidrogênio produz a energia elétrica necessária para a tração dos ônibus, tendo como subproduto apenas o vapor de água.

Eletricidade no rol da mobilidade urbana

Ainda, segundo a marca Solaris, outras cidades europeias estão apostando em sua avançada tecnologia do hidrogênio, como Hamburgo, Riga e Bolzano.

Já no município de Aalborg, na região norte da Dinamarca, três novos ônibus urbanos com tração elétrica (células a combustível) entraram em operação recentemente. Os veículos, produzidos pela fabricante belga Van Hool, possuem as células da marca Ballard, tendo capacidade para 38 kg de hidrogênio e autonomia para 350 quilômetros, reduzindo a emissão anual de 131 toneladas de CO2 e o consumo de 60 mil litros de diesel.

Eletricidade no rol da mobilidade urbana

A região Norte da Dinamarca e o município de Aalborg têm um objetivo em comum de serem pioneiros na transição verde do transporte pesado na Dinamarca, incluindo o transporte público. E os ônibus com células a combustível contribuem para a meta daquele país escandinavo de tornar o seu sistema de transporte público livre de emissões poluentes antes de 2030.

Imagens - MCI, Solaris e Fuelcell Bus

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Eletricidade no rol da mobilidade urbana

Enviando Comentário Fechar :/