X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Eletra na Lat.Bus 2018

Por Antonio Ferro dia em Notícias

Eletra na Lat.Bus 2018
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A Eletra explica que sua tecnologia é de ônibus híbrido em série, em que os motores elétrico e o de combustão funcionam juntos constantemente, mas é só a tração elétrica que faz o veículo se mover

Tradicional marca na produção de sistemas de tração elétrica para ônibus, a Eletra esteve na feira Lat.Bus com seu conceito denominado de Dual Bus, novo (elétrico/híbrido) já em utilização pela Metra Transportes, no Corredor ABD, na Grande São Paulo. De acordo com a fabricante, ele é considerado a melhor proposta tecnológica para o transporte urbano por poder circular em diferentes configurações, como híbrido, trólebus e híbrido ou elétrico puro. O modelo possui 13,2 metros de comprimento e capacidade para transportar 82           passageiros.

Dentre outros detalhes fazem parte de estrutura o motor elétrico desenvolvido pela WEG e gerador composto de um motor veicular movido a diesel OM 924 (7  litros) desenvolvido pela Mercedes-Benz especialmente para o projeto. Também tem transmissão automática Alisson, que facilita a tarefa do motorista e traz conforto ao passageiro. Há, ainda, um conjunto de 193 baterias de lítio, ligadas em série, instaladas em quatro compartimentos sobre a capota. Na versão 100% elétrica, essas baterias permitem uma tração silenciosa e sem qualquer emissão poluente.

Outra variação de seu sistema é que ele pode ser conectado à rede aérea, como trólebus. E, caso haja necessidade, pode operar sem depender da rede aérea quando for selecionado o modo elétrico-híbrido. Neste modo, o funcionamento de um motor gerador a diesel ou biodiesel alimenta o motor elétrico. A Eletra explica que sua tecnologia é de ônibus híbrido em série, em que os motores elétrico e o de combustão funcionam juntos constantemente, mas é só a tração elétrica que faz o veículo se mover. Em linhas gerais, o motor diesel só serve para a geração de energia, podendo ser de menor cilindrada que o propulsor convencional, gerando assim menos poluição e ruído. O resultado, segundo informa a Eletra, é a redução de emissão de poluente de 95% em relação a de um ônibus a diesel comum.

A marca ainda enfatizou que, na versão híbrida o consumo de combustível tem redução de 28%. Como elétrico puro ou trólebus, além da emissão zero, consome 38% menos energia pela eficiência da frenagem regenerativa.

Imagem - Revista AutoBus

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Eletra na Lat.Bus 2018

Enviando Comentário Fechar :/