X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!


Homenagem da Marcopolo à Revista AutoBus

Diferentes formas de energia movem os ônibus pelo mundo

Por Antonio Ferro dia em Conexão Mobilidade

Diferentes formas de energia movem os ônibus pelo mundo
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Nós, da Revista e Informativo AutoBus, acreditamos que o mundo precisa diminuir e/ou eliminar quaisquer tipos de emissões de poluentes. Assim, entendemos que cada país ou cidade tem suas peculiaridades e terá que encontrar a melhor solução tecnológica e econômica para si

Há alguns dias, um leitor deste espaço questionou a postura deste editor ao dizer que o conteúdo relacionado às tecnologias limpas de tração para os ônibus urbanos divulgado pelo Informativo AutoBus era incongruente com a modernidade da opção da eletricidade para se alcançar a mitigação dos efeitos nocivos da poluição. Disse o leitor que as informações aqui postadas quanto ao gás natural, biometano ou mesmo o propulsor de combustão interna, são provas de um entendimento atrasado e que não compactuam com a evolução dos conceitos e que ao ter o propósito de ressaltar a importância das diferentes formas energéticas para a tração do veículo não sou (este editor) um especialista, mas apenas um jornalista, não devendo apostar em versões antigas de propulsão.

Pois bem, a revista AutoBus e o Informativo AutoBus consideram as variadas opções de tração, seja ela totalmente limpa ou com baixo impacto ambiental, a oportunidade nessa transição que visa o modelo de transporte 100% livre da poluição, local e na geração dessa energia tão essencial para a mobilidade. Este editor entende que eletricidade ou os outros tipos de combustíveis, como o gás natural, biometano, HVO e o próprio motor a diesel sob a guarda da severa norma Euro VI, podem contribuir na resolução do complicado momento em que se busca reduzir ao máximo as consequências negativas causadas pelas emissões poluentes dos sistemas de transportes.

Este espaço não tem a tendência enfática de defesa à eletricidade, que se mostra a vertente futura para mover o transporte. Porém, ao falarmos de ônibus elétricos ainda temos muitas questões a resolver quanto a capacidade energética das baterias, o seu modelo de recarga e os custos de aquisição e operação. Há muitos desenvolvimentos por aí que indicam a trajetória para esse conceito, conforme podemos ver abaixo. Porém, outros tipos de tração, considerados ultrapassados, ainda continuam no cotidiano operacional (vide abaixo também).

Realmente este editorial não é especialista, mas sim pratica um jornalismo propositivo quanto as tecnologias alternativas e viáveis para cada cenário inseridas no contexto de modernidade do modal ônibus urbano.

Na Polônia, a cidade de Varsóvia colocou para rodar o seu primeiro ônibus totalmente elétrico (baterias) de um total de 130 unidades articuladas encomendadas à fabricante Solaris Bus & Coach. O veículo, com 18 metros de comprimento, tem capacidade para transportar 133 passageiros e é equipado com baterias High Power Solaris de 150 kWh, com alta densidade de potência. A recarga das mesmas se dá pelo sistema plug-in ou por pantógrafo instalado no teto do ônibus.

Já a cidade norte-americana de San Diego, na Califórnia, por meio do Sistema de Trânsito Metropolitano de San Diego ("MTS"), optou pelo gás natural para mover seus novos ônibus, renovação que demandará um total de 26 unidades articuladas encomendadas à fabricante New Flyer. De acordo com a marca que produz os ônibus, a propulsão a gás natural pode reduzir as emissões de óxidos de nitrogênio e ter um impacto imediato na melhoria da qualidade do ar, emitindo 90% menos óxido de nitrogênio (NOx) que os motores a diesel e tendo níveis de material particulado reduzidos sem a necessidade de um filtro.

Diferentes formas de energia movem os ônibus pelo mundo

A MTS vem atuando com as metas de ação climática da Califórnia por meio do investimento em sua operação em soluções de baixa e nenhuma emissão, incluindo a operação de ônibus movidos a gás natural comprimido, além da aquisição de biogás, combustível 100% renovável

Como se vê, é possível a adoção harmoniosamente dos diversos recursos tecnológicos atuais no combate às mudanças climáticas. Resta para isso a formatação de políticas públicas de incentivos aos tipos de tração na mobilidade urbana brasileira.

Nós, da Revista e Informativo AutoBus, acreditamos que o mundo precisa diminuir e/ou eliminar quaisquer tipos de emissões de poluentes. Assim, entendemos que cada país ou cidade tem suas peculiaridades e terá que encontrar a melhor solução tecnológica e econômica para si. Seja ela eletromobilidade ou outros recursos como o gás natural/biometano ou ainda o HVO. Hoje, é bobagem acreditar que exista apenas uma solução tecnológica!

Imagens - Solaris Bus & Coach e New Flyer

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Diferentes formas de energia movem os ônibus pelo mundo

Enviando Comentário Fechar :/