X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!


Homenagem da Marcopolo à Revista AutoBus

Bogotá na vanguarda ambiental

Por Antonio Ferro dia em Notícias

Bogotá na vanguarda ambiental
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

De acordo com a Secretaria Distrital de Ambiente de Bogotá, o plano de desenvolvimento 2020-2024 da administração pública municipal contempla a redução a 10% a concentração de material particulado

A capital colombiana é um exemplo a ser seguido por outras grandes cidades da América Latina. Com uma proposta que objetiva investir 30 bilhões de pesos 9cerca de R$ 44 milhões) para se alcançar um ar limpo em seu ambiente, a cidade tem um grande desafio pela frente para se incluir de fato às metas de redução das emissões poluentes. Para isso, apresenta seu compromisso de transformação, visando a melhor qualidade de vida com a adoção de ações ambientais, aspecto que tem como meta a diminuição de mortes relacionadas com a má qualidade do ar local. Cerca de duas mil pessoas morrem por ano em função desse problema.

De acordo com a Secretaria Distrital de Ambiente de Bogotá, o plano de desenvolvimento 2020-2024 da administração pública municipal contempla a redução a 10% a concentração de material particulado. Por meio do Plano de Gestão Integral da Qualidade do Ar de Bogotá 2030, a introdução de políticas públicas permitirá que a capital cumpra seu objetivo de ser neutra em carbono até o ano de 2050. Bogotá assinou há poucos dias duas declarações no âmbito da C40, sendo a primeira para o ar puro, onde prometeu estabelecer todas as medidas necessárias para melhorar a qualidade do ar; e a segunda, para medidas que buscam reduzir a presença de combustíveis fósseis, com as aquisições de qualquer meio de transporte com tecnologia da emissão zero.

Bogotá na vanguarda ambiental

Os novos ônibus da Marcopolo Colômbia contam com cabine de proteção para o motorista

A cidade está renovando a frota do seu sistema TransMilenio. Nos últimos dois meses, ingressaram 130 novos ônibus biarticulados com motorização a gás natural, completando 93% da renovação dessa frota, diminuindo em 95% as emissões de material particulado. Também chegarão ao sistema zonal 320 ônibus a gás e outras 477 unidades com tração elétrica, para completar o processo de renovação da frota e a transição para combustíveis mais sustentáveis.

Com oito milhões de habitantes, Bogotá dá mais um passo em direção a tornar-se uma região metropolitana inclusiva, moderna e sustentável, que utiliza tecnologias limpas e incentiva o uso de meios alternativos de transporte como a bicicleta, com cerca de 880 mil viagens por dia (antes da pandemia).

No tocante aos ônibus elétricos, a Marcopolo Colômbia será umas das encarroçadoras dos veículos. Seu modelo Viale BRT vestirá o chassi com tração elétrica da marca chinesa Yutong. A carroçaria, com 12 metros de comprimento, além de ter um visual arrojado, apresenta alguns aspectos internos diferenciados, como o sistema de proteção (barreira acrílica) para o motorista, e de outros matérias que visam reduzir o contagio do Covid-19. Ao todo são 13 unidades, equipadas com tomadas USB, câmeras internas e externas, poltronas de plástico e capacidade para 83 passageiros. O operador ETIB possui em sua frota somente carroçarias da Marcopolo.

Imagem - Marcopolo Colômbia

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Bogotá na vanguarda ambiental

Enviando Comentário Fechar :/