X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!


Homenagem da Marcopolo à Revista AutoBus

Biossegurança para o transporte urbano

Por Antonio Ferro dia em Notícias

Biossegurança para o transporte urbano
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Recentemente, foram apresentadas pela Marcopolo tecnologias envolvidas com o segmento, como o controlador de acesso interno por reconhecimento facial, tapetes sanitizantes, poltronas, balaústres e pega-mãos com acabamentos antimicrobianos

Em meios as ações de redução do contágio do novo coronavírus, novas soluções desenvolvidas pela BioSafe, plataforma da Marcopolo, para o segmento de ônibus urbanos (desde micro-ônibus até biarticulados), ganham contornos e visam garantir a segurança no transporte coletivo, preservar a saúde dos passageiros que precisam se locomover e colaborar para evitar contaminação da Covid-19 e outros vírus e bactérias.

Recentemente, foram apresentadas tecnologias envolvidas com o segmento, como o controlador de acesso interno por reconhecimento facial, tapetes sanitizantes, poltronas, balaústres e pega-mãos com acabamentos antimicrobianos, dispositivo para as janelas que aumenta a renovação do ar e configuração interna para distanciamento de passageiros. Tais recursos ampliam ainda mais o portfólio de Marcopolo BioSafe que já dispõem das soluções de desinfecção do ar-condicionado com luz ultravioleta (UV-C), kit de proteção para motorista e cobrador, cortinas antimicrobianas, sanitário com desinfecção por luz ultravioleta (UV-C), dispensers de álcool em gel, e FIP Onboard para desinfecção de superfícies do salão de passageiros, bagageiros e postos do motorista e cobrador.

Biossegurança para o transporte urbano

Em linhas gerais, o controlador de acesso com reconhecimento facial é um totem que pode ser instalado na entrada do veículo e em terminais de transporte que possui câmera para medição da temperatura do passageiro e verificação do uso da máscara de proteção. Já os tapetes sanitizantes, umedecidos com produto para desinfecção, contribuem para a higienização dos calçados dos passageiros no acesso ao veículo, garantindo um ambiente mais limpo e seguro. Em se tratando de poltronas, balaústres e pega-mãos com acabamentos antimicrobianos, o objetivo é a desinfecção dos locais de contato das mãos e reduzir os riscos de contaminação por vírus e bactérias. De acordo com a Marcopolo, os aditivos antimicrobianos são incorporados ao produto durante o processo de fabricação e têm nanopartículas que liberam íons capazes de destruir a membrana celular de micro-organismos, eliminando micróbios.

Rodrigo Pikussa, diretor do Negócio Ônibus da Marcopolo, comentou que, com a pandemia do novo coronavírus, o transporte coletivo urbano passou, erroneamente, a ser considerado um dos "gargalos" para conter a contaminação. "Essas novas soluções BioSafe visam elevar ainda mais o padrão de segurança do transporte e proporcionam a tranquilidade e bem-estar dos usuários na retomada das atividades", observou.

Imagens - Gelson Mello da Costa

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Biossegurança para o transporte urbano

Enviando Comentário Fechar :/