X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Além do diesel

Por Antonio Ferro dia em Conexão Mobilidade

Além do diesel
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A necessidade por mudanças é urgente. Sem políticas públicas, incentivos e iniciativas não alcançaremos êxito no caminho da sustentabilidade e do desenvolvimento urbano

Após os acontecimentos de paralisação da produção ou distribuição de combustíveis fósseis, novamente vem a tona no Brasil a sua completa dependência do ouro negro nos sistemas de transporte.

O País não se difere de outras partes do mundo, pois sabemos que as energias alternativas para a locomoção de pessoas e cargas ainda ocupam pouco espaço na matriz energética dos modais. Questiona-se, mais uma vez, a carência do maior uso do sistema ferroviário ou outros meios menos dependentes do petróleo no cenário do transporte. E, a cada ano que passa, poucas são as iniciativas frente aos desafios impostos por uma nova realidade que determina sistemas mais limpos e racionalizados, antevendo o caos que possa surgir decorrente da escassez do petróleo.

Mesmo com essa contradição, o Brasil se destaca perante o restante do planeta por possuir fontes energéticas bem variadas, capaz de reduzir as emissões poluentes e a dependência do óleo. Entretanto, não conseguimos colocar em prática potenciais projetos para a renovação necessária.

Ainda não tratamos com racionalização nossas redes de transporte e os sistemas de ônibus urbanos continuam sem desempenhar um bom papel para contribuir positivamente com a mobilidade.

A proposta para criar a defesa da modernidade do modal continua sem apoio dos envolvidos com o segmento. Com a união de esforços poderemos promover uma nova visão de serviços, veículos, tecnologia e eficiência.

O setor do transporte público feito pelo ônibus, com total dependência do diesel, tem o desafio de se transformar. Novos conceitos em termos de tração e operação precisam ser adotados para que esse meio de transporte de massa seja congruente com o ambiente.

Ao nosso lado temos a companhia das opções energéticas renováveis (eletricidade e o biogás), já viáveis, tanto pelo lado da economia, como o tecnológico. Dominamos o conhecimento da propulsão elétrica e do gás que provém da transformação do lixo, esgoto ou excremento animal.

Além do diesel, o gás natural também representa uma opção positiva para a redução da poluição veicular, apesar de ser fóssil. Vamos considerá-lo uma transição para o modelo limpo.

A necessidade por mudanças é urgente. Sem políticas públicas, incentivos e iniciativas não alcançaremos êxito no caminho da sustentabilidade e do desenvolvimento. O transporte é fundamental e sua adaptação à nova era é essencial.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Além do diesel

Já temos 4 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Mario Simoes

Mario Simoes

Belo artigo Antônio! Para que o Brasil mude, precisamos mudar aqueles que nos governam. O Grande Mestre já nos ensinou no passado: "Não se coloca vinho novo em odres velhos!" Precisamos de uma mudança de dentro para fora e de cima para baixo! É possível!
★★★★★DIA 06.06.18 13h49RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Antonio Ferro

Antonio Ferro

Sim, precisamos de muitas mudanças. Abc

★★★★★DIA 11.06.18 16h25RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Mario Albuquerque

Mario Albuquerque

O inicio do artigo diz tudo, logo na segunda linha. Não precisa dizer mais nada. Faltam todas as políticas . E isso é tudo. E assim continuaremos usando o diesel em prol do transporte de cargas e de passageiros , nessa pasmaceira de governo.
★★★★★DIA 06.06.18 11h57RESPONDER
Antonio Ferro
Enviando Comentário Fechar :/
Antonio Ferro

Antonio Ferro

Bem observado, como sempre.

★★★★★DIA 06.06.18 12h26RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/