Caxias do Sul terá biometria facial

A partir deste mês de novembro, a Viação Santa Tereza (VISATE), de Caxias do Sul, RS, irá bloquear os cartões eletrônicos que são usados de forma indevida. Desde o mês de outubro, 12 ônibus estão circulando com um equipamento de biometria facial, capaz de atestar o uso correto dos benefícios. Conforme prevê o contrato de concessão do serviço do transporte coletivo, os beneficiários poderão perder o passe livre ou o desconto por até um ano.

A operadora informou que os dados gerados pelo sistema de biometria facial apontaram, durante o período de testes, inconsistência entre a foto do titular do cartão e o usuário em 1.070 dos 25.672 usuários do transporte coletivo, representando 4,14% dos casos. Em nota, ela destacou que a maior ocorrência de uso inadequado durante o teste foi nos cartões estudantis. Dos 8.046 acessos, 655 (8,14%) foram classificadas como “não conferem”. Nas gratuidades, das 17.785 conferências, foram registrados 415 usuários (2,33%) não correspondentes às imagens do cadastro.

Para o secretário municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) da cidade gaúcha, Cristiano de Abreu Soares, o uso da tecnologia é para garantir que os benefícios não sejam repassados para outras pessoas. “As gratuidades são contabilizadas no cálculo da tarifa do transporte público, representando 30% do valor da passagem. E o uso da tecnologia é uma necessidade para verificar a utilização adequada desses benefícios”, observou.

Imagem – Divulgação