Para zerar os acidentes

Uma das características do Grupo Volvo, seja aqui no Brasil ou mundialmente, é propagar a cultura da segurança por meio de ações e políticas que promovam uma forma diferente de transportar pessoas e cargas. Segurança está no DNA da marca, desde seu surgimento na Suécia ainda no final da década de 1920. E nessa linha conceitual, o Grupo está lançando o Guia Zero Acidentes para transportadores, embarcadores e outras empresas que atuam no setor, com o objetivo de orientar o segmento com um conjunto de informações desta área e apontar caminhos para baixar o número e a gravidade dos acidentes rodoviários no Brasil.

Para Solange Fusco, diretora de comunicação do Grupo Volvo América Latina, zerar os acidentes é um plano ambicioso e desafiador. “É preciso o envolvimento de todos – transportadores, clientes e usuários dos veículos. E a Volvo contribui fortemente nesta área, oferecendo os veículos mais seguros do mercado, sempre com as mais recentes tecnologias de segurança ativa e passiva.

A Volvo informa que sua nova publicação é dividida em 22 capítulos, começando pela história do Zero Acidentes e indo até a recomendação para as empresas realizarem benchmarking. Um dos destaques é a possibilidade de as empresas se certificarem pela ISO 39001, a norma internacional que regulamenta as ações de gestão da segurança de tráfego viário, publicada recentemente pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Ainda, de acordo com a montadora, seu novo Guia ressalta a importância de as empresas definirem uma política de segurança que seja clara e simples para ser aplicada por todos os setores, para que os funcionários possam se sentir empoderados a aplicar correções onde elas forem necessárias. Anaelse Oliveira, responsável pelo PVST (Programa Volvo de Segurança no Trânsito), comentou que, a publicação permite às empresas darem um passo decisivo para desenvolver a cultura de segurança, tão indispensável para as conquistas do comportamento seguro no trânsito. “O guia é um passo a passo. Ele mostra o que os transportadores devem priorizar para estabelecer um plano de ação consistente e de longo prazo para chegar a zero acidentes”, disse Anaelse.

Em nota, a montadora revela que seu Guia é o resultado do esforço que ela vem promovendo nesta área desde 2012, quando o Grupo Volvo apresentou sua visão global de segurança baseada em zero acidentes nas operações dos seus produtos. E a Volvo do Brasil imediatamente formulou uma estratégia para envolver o setor de transporte comercial no País. Além de disponibilizar informações, foram organizados inúmeros seminários regionais com executivos de transportadoras para a discussão do tema e de alternativas para a redução efetiva dos acidentes.