Bogotá terá o articulado elétrico da BYD

A eletromobilidade chegou para ficar. E a fabricante chinesa de ônibus elétricos BYD sabe muito bem disso ao disponibilizar seu modelo articulado para um projeto piloto (operação comercial) no sistema Transmilenio, de Bogotá, já neste mês de maio. Sua versão 100% elétrica (baterias) será operada pela transportadora Transmasivo, que fica com a responsabilidade da operação e da manutenção corretiva, utilizando ao máximo as recargas das baterias (a BYD assume a manutenção preventiva).

Denominado de E-bus Andino 18, o ônibus, com 18 metros de comprimento,  segundo a BYD, conta com uma tecnologia de emissão zero de poluentes já comprovada para o transporte público urbano. Dentre suas características estão a autonomia de 380 km e a redução do consumo de 5.290 litros de diesel por mês, com um impacto positivo na minimização de 135 toneladas de CO² que seriam expelidos ao ano. Outro detalhe destacado pela montadora é a economia na manutenção do veículo, já que a versão elétrica não conta com muitos elementos presentes nos modelos com motores de combustão interna.

“O articulado 100% elétrico da BYD é um marco nos sistemas de transporte coletivo, ainda mais nessa nova operação, no Transmilenio, considerado uma referência em mobilidade urbana. Esperamos que esse projeto piloto sirva de exemplo para que outras cidades a nível mundial tenham em suas frota de ônibus o conceito da eletromobilidade”, disse Pedro Cárdenas, gerente geral da BYD Colômbia.

Ainda, segundo a marca chinesa, os testes de campo do modelo (capacidade para 160 passageiros) comprovaram que ele superou todas as condições topográficas e de operações troncais do sistema Transmilenio.

Para a fabricante, a eco-eficiência dos veículos elétricos não é para o futuro e sim para o presente. Esse tipo de tração alternativa é um complemento que se impõe nas grandes cidades mundiais. O objetivo da BYD é promover a consciência ambiental aos habitantes de Bogotá.

Imagem – BYD Colômbia